Instituto Memória - Centro de Estudos da Contemporaneidade Instituto Memória - 15 anos Instituto Memória - Televendas - 41.3016 9042
 

PESQUISA
Pesquisa por Título ou Autor/Colaborador:

Texto da Pesquisa:


clique na capa para ampliar

Desenhistas na República do Paraná: impetus et defensionis - os grandes conflitos de nossa história

Autor: Curador: Fernando Nolasco
Páginas: 142 pgs.
Ano da Publicação: 2017
Editora: Instituto Memória
Preço: R$ 75,00

SINOPSE

INTRODUÇÃO

 

Estamos em guerra!
Participações em guerras, genocídios, massacres e levantes populares é a investigação deste livro. As Guerras do Paraná vasculhadas em seus contornos, sombreamentos, traços fortes e em preto e branco. Obras de arte produzidas por um coletivo de artistas e com a documentação histórica de Clodoaldo Barbosa Braga Neto que realiza a difícil atividade de contar a história não dando voz apenas aos vencedores (esses que contam a história oficial e que já ouvimos tantas vezes), mas também aos vencidos, aos exterminados, aos gloriosos derrotados. Declaramos guerra quando temos os nossos direitos negados, quando temos grandes ideais e quando ainda conseguimos acreditar no mundo. Declaramos guerra quando somos oprimidos e oprimidas. Mas também quando somos obrigados a lutar se o Estado nos obriga, é assim que participamos de vexames históricos como a Guerra do Paraguai. Eu prefiro os levantes e insurreições que trazem no fracasso a sua maior vitória, não perpetuando assim uma lógica opressiva mais uma vez.

Somos manipulados e assim nos tornamos opressores ou oprimidos. Nosso estado é uma república cheia de equívocos do tipo que mete bomba em trabalhador, não dá o direito à terra, mata populações indígenas e protege coronel. Crimes escondidos atrás de outros crimes. Estamos em guerra contra a intolerância, o racismo, a violência de gênero. Não é tempo para a paz. Mas ainda podemos olhar para as nossas guerras, cercos, massacres e levantes para poder realmente escolher ao lado de quem queremos lutar. Esse historiador e esses desenhistas nos dão essa oportunidade: a de escolher o lado e a de rir da nossa história charlatã e atrapalhada. De entender que um estado, como o Paraná, nada mais é do que um risco traçado no mapa.

Ricardo Nolasco

Escritor, ator e diretor teatral.

 

SUMÁRIO

 

INTRODUÇÃO

CAP. 1 - AS REDUÇÕES DO GUAIRÁ 1554 - CLÁUDIA GUTIERREZ SANTANA

CAP. 2 - INCIDENTE CORMORANT 1850 - FERNANDO NOLASCO

CAP. 3 - CERCO DA LAPA 1894 - DI MAGALHÃES

CAP . 4 - GUERRA DO PARAGUAI 1864 - 1870 - LILIAN KOMATSU

CAP . 5 - CONTESTADO 1912 - 1916 - SUELI BMP

CAP . 6 - PARANÁ E SEGUNDA GUERRA MUNDIAL 1939 - 1945 - REGINA OLESKI

CAP. 7 - REVOLTA ESTUDANTIL 1945 - LIGIA CALDEIRA

CAP . 8 - REVOLTA DO PENTE 1959 - DENILZE PAULA DA SILVA

CAP. 9 - O PARANÁ NA DITADURA MILITAR 1964 - 1985 - MANDA SANCHES

CAP . 10 - MASSACRE DO ESTADO CONTRA PROFESSORES 29 DE ABRIL DE 2015 - SANDRA KUNIWAKE

BIOGRAFIA