Instituto Memória - Centro de Estudos da Contemporaneidade Instituto Memória - 15 anos Instituto Memória - Televendas - 41.3016 9042
 

PESQUISA
Pesquisa por Título ou Autor/Colaborador:

Texto da Pesquisa:


clique na capa para ampliar

DESENHISTAS NA REPÚBLICA DE CURITIBA - URBE (Edição bilíngue: Português - Espanhol)

Autor: Fernando Nolasco - Curador
Páginas: 112 pgs.
Ano da Publicação: 2016
Editora: Instituto Memória
Preço: R$ 65,00

SINOPSE

ARTISTAS PARTICIPANTES:

Denilze Paula da Silva
Di Magalhães
Etsuko Ishizuka Moreira
Fernando Nolasco
Manda Sanches
Sandra Kuniwake
Sueli Bmp
Zanen Rashin Gida

TRADUÇÃO:
Maria Del Rosario Bertola

PROJETO GRÁFICO / DIAGRAMAÇÃO / CAPA
Sandra Kuniwake

------------------------

Foi-me lançado o desafio, e aceito. Juntar alguns artistas-visuais, desenhistas, e organizar um livro. Muito fácil seria me dirigir a um dos inúmeros grupos de pessoas que se reúnem para desenhar pela cidade, e ali escolher os artistas-visuais, mas isso não teria minha assinatura, não teria minha marca, afinal, só aceitei o desafio para poder mostrar a  diversidade de leituras que pode existir num limitado universo, que é Curitiba, então selecionei a nata dos desenhistas que vivem na cidade. O grupo é constituído por desenhistas das mais distintas formações, com graduação e pós-graduação na faculdade de artes mais antiga do mundo, em Florença, Itália, também temos autodidatas que merecem as maiores atenções, designers, atriz teatral que também desenha, imigrante, estudantes e de todas as classes sociais, um verdadeiro livro democrático, que só assim mostra as diversas interpretações e linguagens desta arte. Com seus desenhos, cada um dos artistas apresenta a forma que vê e vive a cidade, feito com bico de pena clássico, passando por  desenhos-protestos, com toques de humor, puristas, desenhos feitos em jornais de diversos países remetendo a ideia da colonização multiétnica do estado, ângulos inusitados, um compêndio de estilos. Aprecie a verdadeira “República de Curitiba”.

Fernando Nolasco - Curador

------------------

Quantas Curitibas você conhece? Qual a sua avaliação sobre a cidade e seu cotidiano? Qual identidade, das muitas publicitadas, você enxerga como legítima para a cidade? Qual seu papel dentro deste contexto?  

O Artista Fernando Nolasco, sensível conhecedor da cidade, reuniu artistas para responderem, através de suas criações, a estas perguntas. Através das visualidades podemos ver Curitiba descrita de uma forma minuciosa em diversos aspectos.

Todos os artistas aqui envolvidos são também atores sociais que atuam dentro do seu contexto de realidade e trazem em si o pó de sua caminhada, seus aprendizados, seus olhares e reflexões. Cada artista com seu “olhar" contribui na promoção de um diálogo entre arte, cidade e o homem. Assim, espera-se provocar reflexões que favoreçam a busca de caminhos para uma convivência mais ética na relação homem-cidade-homem, eu-nós-eles.

Cada criação, cada arte mostra a cidade dentro da perspectiva única do artista. Imagética, revela a interação das experiências inconscientes do artista com a cidade, revelando a conexão entre o mundo interno e externo. Cada imagem é uma ponte simbólica. Esta perspectiva individual é que empresta significado e significância ao desenho e à própria cidade, neste contexto individual onde a realidade é construída a partir de cada percepção dela, como uma metáfora do envolvimento de cada artista com a cidade que lhe serve de inferno e paraíso...

Este livro serve como uma terapia, para quem o fez e para quem o ler, pois disponibiliza e mobiliza os recursos internos para criações de novas identidades, novas interpretações e novos vínculos relacionais. A arte, enquanto expressão do inconsciente, apresenta a cidade em imagens, fantasias, ideais, sonhos e questiona, a quem se permite, qual seu papel neste construir eterno da cidade e do seu povo... Linguagens dentro da própria linguagem... Mensagens dentro da própria mensagem...

Anthony Leahy - Editor. Membro do Instituto Histórico e Geográfico do Paraná