Instituto Memória - Centro de Estudos da Contemporaneidade Instituto Memória - 15 anos Instituto Memória - Televendas - 41.3016 9042
 

PESQUISA
Pesquisa por Título ou Autor/Colaborador:

Texto da Pesquisa:


clique na capa para ampliar

FAMÍLIA CONTRA O CÂNCER: A GUERRA QUE NÃO ESCOLHEMOS!

Autor: Sérgio Alexandre Centa - Maria Carolina Brassanini Centa Bremer
Páginas: 150 pgs.
Ano da Publicação: 2016
Editora: Instituto Memória
Preço: R$ 60,00

SINOPSE

Porque escrever este livro?

Sérgio

A ideia de escrever sobre as experiências vividas durante o tratamento surgiu pelas mãos da Carol, que criou um blog relatando as situações do dia a dia. O blog criou corpo, teve muitos leitores,  chegou até a ser divulgado na TV.

Nosso objetivo sempre foi o de ajudar as pessoas com o mesmo problema a enfrentá-lo, usando nossa experiência como exemplo de luta vencida a cada batalha.

Não se trata de um livro de auto ajuda, mas apenas relatos de situações reais e muito difíceis vividas ao longo de um período que mudou nossas vidas e com certeza irá mudar a vida de pessoas que enfrentam o mesmo mal.

União, fé, coragem, determinação, capacidade de se refazer, este é o segredo de se enfrentar e vencer um mal que a cada dia aumenta mais e mais em todo o mundo.

Esperamos que este livro possa ajudar aqueles que tem a doença. Com esta obra estamos simplesmente cumprindo nosso papel neste mundo. 

Prefácio

O que fazer quando se recebe uma notícia de uma grave doença? Vários sentimentos negativos aparecem: medo, raiva, desespero, dor, tristeza; não há motivos para negá-los, e nem devemos fazê-lo. Contudo, ao mesmo tempo, devemos dar espaço a sentimentos positivos, como esperança, fé, determinação, resiliência, superação e união. Saber dosar esses sentimentos antagônicos, reconhecendo a hora de permitir que cada um deles apareça, é uma verdadeira arte.

Esta obra trata disso. Ela relata a experiência de uma pessoa que recebeu um diagnóstico de câncer, assim como outras milhões no mundo inteiro, todos os anos. Ao conhecermos essa história (desde a época do diagnóstico até as várias etapas do tratamento) sob a ótica do próprio paciente oncológico e sua filha, podemos compreender que acontecimentos bons e ruins, assim como em todos os aspectos da vida, também estão presentes ao lidar com esta doença, ainda assustadora nos dias de hoje, apesar de todos os tratamentos disponíveis e de suas altas chances de cura.

Nós fazemos parte dessa família, somos filho e nora do Sérgio, vivenciamos cada etapa de perto, bem perto (moramos juntos durante o primeiro ano da doença), e podemos afirmar que, como você irá ler nas páginas seguintes, tudo é possível quando há união e esperança.

Sérgio é o pai/sogro sempre sereno, comunicativo, trabalhador, inteligente. Com grande sabedoria, relata sua convivência com a doença, expondo todas as dúvidas e também as certezas que as pessoas que tem câncer podem ter em alguma fase de seus tratamentos.

Maria Carolina é a irmã/cunhada dedicada, incansável, obstinada. Não poupa esforços para ajudar seu pai a alcançar a cura total e definitiva.

O sentimento maior que se nota ao ler esta obra é o AMOR. Amor pela VIDA, amor pela FAMÍLIA. Sem amor nada somos, nada alcançamos.

Luana Aleixo Ferreira Centa

Marco Antônio Brassanini Centa