Instituto Memória - Centro de Estudos da Contemporaneidade Instituto Memória - 15 anos Instituto Memória - Televendas - 41.3016 9042
 

PESQUISA
Pesquisa por Título ou Autor/Colaborador:

Texto da Pesquisa:


clique na capa para ampliar

TRAGÉDIA EM SANTA MARIA: UMA VISÃO MULTIDISCIPLINAR

Autor: Luiz Eduardo Gunther e Viviane Coêlho de Sellos-Knoerr (coordenadores). Juliana Cristina Busnardo e Willians Franklin Lira dos Santos (organizadores).
Páginas: 274 pgs.
Ano da Publicação: 2013
Editora: Instituto Memória
Preço: R$ 95,00

SINOPSE

Na madrugada do dia 27 de janeiro de 2013 um incêndio na Boate Kiss matou mais de 230 pessoas após o vocalista da banda Gurizada Fandangueira usar um artefato pirotécnico que iniciou o fogo na espuma acústica. Nos dias que seguiram a tragédia, o número de vítimas fatais aumentou fazendo com que chegasse a 242. Durante 55 dias, a Polícia Civil ouviu centenas de pessoas entre testemunhas, feridos e agentes públicos buscando a responsabilidade pela tragédia no inquérito que apontou 35 responsáveis, sendo que 16 foram indicados criminalmente.

Esta é a primeira vez no Brasil, e possivelmente no mundo, em que a tragédia de Santa Maria é abordada de modo multidisciplinar, acadêmico e científico, em uma única obra, por juristas de escol. Já por esse motivo, trata-se de uma iniciativa pioneira e de um livro inigualável, que consiste em um verdadeiro marco teórico sobre o assunto, tão decantado, porém nunca d’antes tratado da maneira como ora se apresenta. 
Neste livro, aspectos multidisciplinares, como as questões psicológicas, econômicas, previdenciárias, penais e sociológicas; o dano moral, o meio ambiente do trabalho, a responsabilidade civil da administração, a denúncia e mesmo questões existenciais, como a dignidade no momento trágico, são analisados, no que concerne ao caso da “Tragédia de Santa Maria”, expressão cunhada para expressar o incêndio havido na boate Kiss, responsável pela morte de mais 240 pessoas e ferimento de 116 outras, em uma discoteca da cidade de Santa Maria, estado do Rio Grande do Sul.

TRAGÉDIAS
André Peixoto de Souza

OS ASPECTOS PSICOLÓGICOS DA TRAGÉDIA DA BOATE KISS
Caroline Velasquez Marafiga

A DIMENSÃO ECONÔMICA DA TRAGÉDIA EM SANTA MARIA: UMA APROXIMAÇÃO PELA PERDA DE RENDA NA PRODUÇÃO
Cintia Rubim de Souza Netto

A TRAGÉDIA DE SANTA MARIA E OS DANOS DECORRENTES DA OMISSÃO DO ESTADO.
Clayton Reis

MULTIPLICAÇÃO DE FONTES DE RISCO COMO MARCA DA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA E A TRAGÉDIA DA BOATE KISS
Fábio André Guaragni

FUKUSHIMA, DACA E SANTA MARIA: ADMINISTRAÇÃO DE RISCOS E O DISCURSO DE PROTEÇÃO DOS DIREITOS DA PESSOA E DA CIDADANIA NA REALIDADE SOCIOECONÔMICA CONTEMPORÂNEA
Francisco Cardozo Oliveira

AS VÁRIAS MISÉRIAS HUMANAS  EXPOSTAS NO CASO DA BOATE KISS E O QUE O DINHEIRO NÃO PODE COMPRAR: BREVE REFLEXÃO CONTRA O OLVIDO
Gisela Maria Bester


TRAGÉDIA DE SANTA MARIA: UM CONTRA-EXEMPLO DE EDUCAÇÃO DA VONTADE
José Edmilson de Souza-Lima
Sandra Maciel Lima

O MEIO AMBIENTE DO TRABALHO E A TUTELA DOS DIREITOS DE PERSONALIDADE: ANÁLISE DA TRAGÉDIA DE SANTA MARIA
Luiz Eduardo Gunther
Luiz Gustavo de Andrade

A TRAGÉDIA DE SANTA MARIA E A LEI 8.429/1992
Mateus Eduardo Siqueira Nunes Bertoncini

210
UMA ABORDAGEM MULTIDISCIPLINAR: A PREVIDÊNCIA SOCIAL E O AMPARO ÀS VÍTIMAS DA TRAGÉDIA DE SANTA MARIA - BOATE KISS
Paulo Sérgio Nowacki

A RESPONSABILIDADE CRIMINAL NA TRAGÉDIA DE SANTA MARIA
René Ariel Dotti

O INCÊNDIO NA BOATE KISS: A RESPONSABILIDADE DOS PROPRIETÁRIOS, DOS INTEGRANTES DA BANDA GURIZADA FANDANGUEIRA E DO PODER PÚBLICO FACE AO CLAMOR DA SOCIEDADE CIVIL POR JUSTIÇA
Viviane Coêlho de Séllos-Knoerr
Fernando Gustavo Knoerr