Instituto Memória - Centro de Estudos da Contemporaneidade Instituto Memória - 15 anos Instituto Memória - Televendas - 41.3016 9042
 

PESQUISA
Pesquisa por Título ou Autor/Colaborador:

Texto da Pesquisa:


clique na capa para ampliar

Gauchos em Santa Catarina e Paraná

Autor: João David Folador
Páginas: 214 pgs.
Ano da Publicação: 2010
Editora: Instituto Memória
Preço: R$ 55,00

SINOPSE

APRESENTAÇÃO

 

 

DO LEITOR AOS LEITORES

 

Um livro que “raspa o fundo da alma”.

 

De escrita leve, objetiva e audaciosa, o autor imprime em cada linha o traço gaúcho que corre em suas veias.  Estimula a imaginação do leitor ao relatar detalhes sobre os misteriosos “Muros” de Campo Erê e lança um olhar crítico sobre a história mal contada da Guerra do Contestado.  Mostra como a “Civilização do Cavalo” apressou o galope do brasileiro rumo à modernidade, inspirada pela competição com a vizinha Argentina. Apresenta um texto cheio de provocações que mexem com velhos conceitos impostos em livros de História. Tudo isso sem medo de cara feia, como cabe a um descendente dos pampas.

João David Folador desvenda o DNA gaúcho e organiza os fatos históricos de acordo com uma cronologia lógica, lançando ideias próprias sobre os acontecimentos. Afinal, ilógico é fechar os olhos para o genocídio e a colonização imposta pelos europeus. O gaúcho, ser que carrega a paixão pelo cavalo de peito aberto pelos campos do Brasil, seguiu um caminho diferente. Na epopeia gaúcha há construção em vez de aculturação, com marcas visíveis de progresso. Chapecó, por exemplo, é a mais gaúcha das cidades catarinenses.

Difícil não se render à coragem do gaúcho, demonstrada de guerra em guerra na defesa permanente das próprias terras ou das fronteiras do país. Em tempos de paz, como ficar alheio à música que “raspa o fundo da alma”, ao chimarrão que traz à boca um doce gosto amargo e ao churrasco que hoje corre o mundo e encanta paladares? É incansável o orgulho deste povo, resultado do meio em que vive. É admirável a variedade de novos nuances apresentados pelo autor.

Gaúchos em Santa Catarina e Paraná é um livro que preenche uma lacuna na História. Resultado de pesquisa ao longo dos últimos 20 anos, merece toda a atenção do leitor e remete a uma autoanálise. Como anda nosso espírito de luta? Por que nos curvamos diante das dificuldades impostas pela vida?

O orgulho gaúcho faz bem ao coração.  É a grande lição deixada pelo livro a todos os brasileiros.

 

Simone Giacometti

 

Jornalista, gaúcha missioneira de Santo Ângelo / RS

 

 

 

DO AUTOR AOS LEITORES

 

Este livro expõe as ideias mestras da história dos gaúchos. Note-se bem, apenas as ideias mestras ou as linhas básicas, pois o assunto é inesgotável.

Pouca literatura se produziu sobre os gaúchos emigrados do Rio Grande do Sul e que hoje somam uma população equivalente à do Estado. Há gaúchos em todo o Brasil, desde o Chuí até o Oiapoque. Isto é fantástico.

A epopeia gaúcha no Brasil merece muito mais do que este livro. Não está ao alcance do Autor esgotar a matéria, cuja intenção resume-se na exposição de linhas gerais e conceitos básicos para posteriores estudos.

Fica ao leitor esta proposta. Vale a pena prosseguir.

 

João David Folador